Ellerim

Esta Menina Tão Pequenina quer ser Bailarina! Emoções de uma mãe bailarina!

Todos os sonhos que tive em minha vida sempre dependeram apenas de mim. Nunca sonhei pelos outros. Nunca sonhei algo que não estive ao alcance do meu esforço pessoal.
Quando tinha 10 anos li “Floradas na Serra” de Dinah Silveira de Queiroz, e não conseguia me conformar com a mãe que fez uma promessa para a filha Belinha cumprir, de que a filha usaria apenas roupas brancas até completar 15 anos, para que se curasse da tuberculose. Claro que a menina acabou morrendo em pleno aniversário de 15 anos, ao usar pela primeira vez o tão sonhado vestido cor de rosa. Acho que essa cena nunca me saiu da cabeça.
Por isso, nunca ousei sonhar coisas que não estavam sob meu controle. Nunca sonhei ter filhos. E quando isso passou a ser uma realidade, não tive preferência pelo sexo. Imaginava o trauma para o menino se soubesse que a mãe na verdade queria uma menina. Nem me permitia o pensamento.
Autora Aline Gasda
Autor

Sócia fundadora, professora, apaixonada pela alegria mágica e contagiante do sorriso de uma criança.

Escreva um Comentário